Critérios de cálculo do comprimento das dobras

1. Introdução

Existem várias maneiras de se representar as dimensões de um mesmo ferro, o TQS trata adequadamente praticamente todas elas.

Um mesmo ferro pode ser representado cotando as dobras pela face externa, desenvolvido no eixo e pelo comprimento simples do trecho (desconsidera o raio de dobra).

Essa mensagem tem como objetivo mostrar as diversas maneiras de se calcular as dobras de um mesmo ferro, utilizando o Ferro inteligente.

2. Critérios de Aço e Desenho de Armação

Os critérios de aço e desenho de armação são acessados por: “Edifício”, “Critérios Gerais”, “Aço e Desenho de Armação”, esse critério que controla o tamanho da barra de usina, a identificação do ferro, estribos, ganchos, níveis, tamanhos, entre outros.

Porém, essa mensagem será exclusivamente relacionada à aba “Dobras”, especificamente ao campo “Cálculo de comprimento das dobras”.

252782ac99a7471057e10d94a7269849.png
Figura 1: Critérios de Aço e Desenho de armação

3. Cálculo de Comprimentos das Dobras

Podemos observar que para o cálculo dos comprimentos das dobras, temos três opções, “Faces externas”, “Desenvolvido no eixo” e “Comprimento simples do trecho”.

Para o TQS o trecho reto do ferro também é considerado como uma “dobra”.

Onde: “Faces externas” é o comprimento da intersecção do prolongamento das faces dos ferros. A figura 2 mostra com mais detalhes.

e06b3cf14cd1eecb8ceff590cb960022.png
Figura 2: Ferro representado por “Faces externas”

“Desenvolvido no eixo” é o comprimento do eixo do ferro, levando-se em consideração o raio de dobra do ferro e, consequentemente, o perímetro da curva. Segue figura 3.

1615b00c06bfe7fc5d0353640af9f776.png
Figura 3: Ferro representado por “Desenvolvido no eixo”.

Finalmente, a representação “Comprimento simples do trecho”, é o comprimento do eixo do ferro, desconsiderando o raio de dobra. Conforme figura 4.

21a18e972c32aeff843ec4f7ecbff0c8.png
Figura 4: Ferro representado por “Comprimento simples do trecho”.

Para melhor entendermos os critérios de cotagem das dobras do TQS, segue o mesmo ferro dos exemplos acima, criados com o Ferro inteligente.

f403dca0c9d348b7071676b05fe68065.png
Figura 5: Representação das dobras.

Desenvolvido no eixo:

  • Trecho reto: →C = 180 − fi − R = 180 − 1,6 − 4 = 174,4 centímetros
  • Dobra: →C = 20 − fi − R = 20 − 1,6 − 4 = 14,4 centímetros
  • Perímetro: → C = (Pi * (R/2 + fi/4) = Pi*2,4 = 7,54 centímetros

Comprimento simples do trecho:

  • Trecho reto: →C = 180 − fi/2 = 180 − 1,6/2 = 179,2 centímetros
  • Dobra: →C = 20 − fi/2 = 20 − 1,6/2 = 19,2 centímetros

Observe que os valores são praticamente os mesmos, as pequenas diferenças ocorrem devido aos arredondamentos que o programa faz automaticamente.

Ao acessar os dados do ferro, com um clique-duplo, na aba “Curvatura”, pode-se alterar os métodos de cálculo das dobras do ferro, onde temos quatro opções: “Conforme critérios”, ”Faces externas”, “Desenvolvido” e “Comprimento do trecho”.

ac02d505ab4cb83b5e8193886edd3082.png
Figura 6: Edição de ferros.

Onde a opção “Conforme critérios” calcula as dobras de acordo com os critérios de “Aço e Desenho de Armação”. Essa opção deve ser evitada, pois, se os critérios de “Aço e Desenho de Armação” forem alterados, o desenho será alterado mesmo que ninguém o edite.

As demais opções são calculadas de acordo com o item 3, explicado anteriormente.

É importante lembrarmos que, ao editarmos um ferro pela janela “Edição de ferros”, apenas o ferro editado passará a ter as características modificadas, isso vale para todas as possíveis edições dessa janela.