Máscaras de desenho

Máscaras são uma forma alternativa de produção de desenhos paramétricos. As máscaras permitem passar parte da programação alfanumérica para o editor gráfico, onde um desenho especialmente construído vai ser completado e alterado de acordo com os parâmetros fornecidos. Normalmente, a especificação de desenho de modo alfanumérico é misturada com a máscara.

O uso de máscaras é recomendado principalmente para desenhos que se alterem pouco em função dos parâmetros, como por exemplo, desenhos fora de escala ou independentes da escala geral usada.

Substituição de variáveis

Mostraremos inicialmente o uso de máscaras através de um exemplo. Suponha o desenho CARIMBO.DWG abaixo, produzido com o EAG:

bb1e08368524f4e3c3d80c49e4e9a490.png

Este desenho pode ser usado para a montagem de um carimbo. Note os diversos textos precedidos pelo sinal "%": eles definem nomes de variáveis, que serão substituídas no processamento. Para trocar os nomes de variáveis pelo seu valor, basta atribuir valor a estas variáveis dentro de um programa DP.

Vamos construir o programa EXEMPLO6.DP, que chamará o subprograma CARIMBO.DPS para a montagem do carimbo:

$

$EXEMPLO6.DPGeracao de um carimbo teste

$

DESENHO'EXEMPLO6'

DP'CARIMBO' (

A TITULO = 'FORMAS DO PAVIMENTO TIPO',

N PROJETO = 1000,

A OBRA = 'SAINT ARGENT',

N FCK = 150,

A CLIENTE = 'OS16')

FIM

Definimos neste exemplo os parâmetros desejados para o carimbo. Para que o desenho seja processado, CARIMBO.DPS deverá conter:

$

$ CARIMBO.DPS Interpreta máscara de desenho CARIMBO.DWG

$

PARAMETROS

A TITULOCOM 'Titulo do projeto'

N PROJETOCOM 'Numero do projeto'

A OBRACOM 'Nome da obra'

N FCKCOM 'Fck'

A CLIENTECOM 'Ordem de serviço'

FIM

MASCARA'CARIMBO'

A DATA'%_DATA'

A HORA'%_HORA'

FIM

Apenas as variáveis DATA e HORA foram definidas dentro do subprograma; as demais vieram como parâmetros. O resultado final será o desenho EXEMPLO6.DWG:

7a7cabb1ac02c11965e1905f9e80a225.png

Lógica de substituição de variáveis

O desenho de máscara é misturado com o desenho atual na memória. No final do processamento do programa ou subprograma em execução, o DP verifica se existem variáveis para serem substituídas na máscara; se houverem, a substituição é executada. Tanto faz se as variáveis da máscara forem definidas antes ou depois do comando MASCARA. A sintaxe do comando é:

MASCARA 'nome' [coord]

onde 'nome' é o nome da máscara, sem o tipo DWG. As coordenadas, se fornecidas, realocarão todos os elementos da máscara, de forma que a BASE (ver capítulo 3) de desenho da máscara coincida com as coordenadas fornecidas.